Blog Post

31 Mai
Por: mat 0 1

NOVO CICLO POLITICO E DE INVESTIMENTO” DE ANGOLA DEBATIDO EM PORTUGAL

O Ministro da Administração do Território e Reforma do Estado, Adão Francisco Correia de Almeida, foi o convidado de honra na Conferência “ANGOLA: “NOVO CICLO POLITICO E DE INVESTIMENTO”, onde, quinta-feira, 30 de Maio de 2019, dissertou sobre a “Reforma do Estado” em curso no País, a convite do Jornal Económico Eco e da Câmara de Comércio Ibero-americana a cargo de quem esteve a organização do evento.

A Conferência, decorrida em Lisboa, reuniu um conjunto de individualidades do mundo político e académico de Portugal, que abordaram importantes assuntos relacionados com a realidade actual de Angola, seja na vertente da consolidação da democracia, da descentralização administrativa, da estabilização económica e da atracção de investimento estrangeiro.

Lado a lado com o Ministro Adão de Almeida, foram prelectores na Conferência o ex-Vice Primeiro Ministro de Portugal, Paulo Portas, o ex-Ministro dos Negócios Estrangeiro luso, António Martins da Costa, assim como o académico e estudioso da realidade africana, Jaime Nogueira Pinto, que palestraram, respectivamente, sobre “Presente e Futuro das Relações entre Portugal e Angola”, “o Processo de Transição Política Dois Anos Depois” e “o Valor Geoestratégico de Angola em África”.

A Conferência contou, ainda, com a intervenção de bancários e de empresários de vários ramos da actividade económica que saudaram, de uma maneira geral, o momento político actual e as perspectivas que se abrem agora e que favorecem a atracção de investimento estrangeiro.

“Estamos num momento de transição, que é um momento de bastante esperança e expectativa. Há um grande desejo de todos de transformar o país, para que possamos colocá-lo no lugar que todos nós achamos ser o seu lugar. Para isso, precisamos de um Estado que não seja pesado, que não seja lento e que seja criativo. Não pode desaparecer, mas não pode aparecer demais, porque asfixia o desenvolvimento”, afirmou o Ministro Adão de Almeida, a dado momento da sua dissertação.

Deixar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *